Gabarito concurso TCE-RJ 2012: divulgação no site da Femperj


A divulgação dos gabaritos preliminares das provas objetivas do Concurso Público 2012 do TCE-RJ, para o cargo de Técnico de Notificações, nível médio, ocorrerá em 30 de julho de 2012, no site da organizadora: http://www.femperj.org.br/ ou http://200.155.23.170/TCE.RJ.2012/
Já os gabaritos  para os cargos de Analista – Área de Controle Externo e Analista – Área Organizacional será divulgado em 06 de Agosto no mesmo endereço eletrônico.
Consta no edital: "O candidato que desejar interpor recursos contra os gabaritos oficiais preliminares das provas objetivas disporá de dois dias úteis para fazê-lo, a contar do dia subsequente à data da divulgação dos gabaritos, no horário das 8 horas do primeiro dia às 18 horas do último dia, ininterruptamente." 
O que achou da prova e da organizadora? Fácil ou difícil? Tudo correu perfeitamente? Alguma irregularidade? Deixe o seu comentário abaixo.


27 comentários:

Anônimo disse...

achei a prova com um nível ótimo. Bem elaboirada, conteúdos inseridos de acordo com o Edital. Espero bom resultado. Acredito que serão poucos aprovados, visto que não havia muito letra de lei ( decoreba ) tornando-a difícil e cansativa, porém bem elaborada.
Jeniffer

Anônimo disse...

O bom de star dificil e´que tem menos chance de ter que competir com um numero maior de candidatos, o ruim e´que voce pode não estar entre os felizardos aprovados, mais eu acho que as condições para a realização das provas poderia ser melhor como as carteiras que muito mal cabiam os meus braços foi um sufoco na hora da redação!

Perla disse...

Detestei a forma de fiscalização das provas. Na minha sala, as carteiras ficaram super grudadas uma na outra além de serem super apertadas. Outro problema é que na redação não tinha identificação do candidato apenas na parte da frente. Outra questão foi o fato de não podermos levar o caderno de questões. Um absurdo!
Na prova tinha escrito que o candidato deveria escrever aproximadamente 20 linhas e depois o fiscal passou de sala em sala informando que era a partir de 20 linhas. E agora essa informação não estava escrita na prova.
Sem mencionar que uma candidata perto de mim fez vista daprova antes da sirene tocar e o fiscal desatento não viu.

Anônimo disse...

alguém sabe do gabarito? Que horas vai sair?

Anônimo disse...

1ª prova que fiz de concurso, percebi pelos poucos meses de estudo que a prova foi bem focada em conceitos e não em decoreba. Muito boa por sinal!
O unico ponto negativo é a questão de não ter um relogio e nem poder usar um para acompanhar o ritmo das questoes por tempo... um relogio visivel a todos ajudaria muito e evitaria casos como o que ocorreu na minha sala, onde um deficiente auditivo não foi comunicado (devido a suas limitações) que restava pouco tempo para o termino da prova e deixou de marcas algumas questoes.

Anônimo disse...

Me ferrei em raciocínio lógico. Infelizmente, acho que não entrei, nem terei minha redação, que até acho que ficou boa, corrigida. Vida que segue.

E aí, vocês fizeram quantos pontos, de acordo com o gabarito preliminar?

Roberta Basto disse...

o que você considera se ferrar? eu acertei 43 isso é bom ou ruim?

Roberta Basto disse...

gente, a partir de quantos pontos é bom, é o meu primeiro e eu nao tenho muita noção

Anônimo disse...

Galera, considerando que são muitos concorrentes e muito poucas vagas, eu acho que quem fez menos de 70, dançou. Lembrando que só vão corrigir as 30 primeiras redações, ou seja, não adianta ter feito uma baita redação se não ficou entre os 30.

Eduardo disse...

Concordo. É um absurdo não haver um relógio para controlar o tempo. Lamentável.

Anônimo disse...

AÍ PESSOAL NA PROVA C A 61 TEM GABRITO B E NA PROVA B O GABARITO ESTÁ D SENDO QUE COM RESPOSTAS DIFERENTES POR FAVOR VAMOS VERIFICAR POIS ISSO ESTÁ UMA BAGUNÇA

Anônimo disse...

O maior problema desta prova estava na organização, em especial a realizada pelos fiscais de sala. Além de fazer a prova cheirando o cangote do candidato da frente (pois as cadeiras estavam amontoadas!), ainda tive que ficar perguntando quanto tempo de prova já havia decorrido para os pseudofiscais, pois estes não anotaram o tempo no quadro e nem sequer se tocaram de que tinham que fazê-lo, visto que não tínhamos na sala nenhum relógio disponível. Nestes casos, acho que teremos mesmo é que aprender a verificar a hora através da posição do sol, no melhor estilo Asteca. Só assim mesmo, porque depender destes pseudofiscais....

Anônimo disse...

Alguém tem ideia da nota de corte?

PINTO disse...

EU ORLANDO DE ALMEIDA PINTO ,FIZ A PROVA E ACHEI .QUE OUTRAS ORGANIZADORAS ,REALMENTE ORGANIZAM E ORIENTAM BEM OS CANDIDATOS .OS BABA OVOS DO MP ( POLICIAIS MILITARES DO GRUPO DE APOIO AO MINISTÉRIO PÚBLICO SÃO MUITO ARROGANTES E MAL EDUCADOS " GRIFA-SE QUE SOU FUNCIONÁRIO DO PJRJ E SOU 2º SGTPM DA RESERVA ,FAÇO CONCURSO PARA MELHORAR O MEU BEM ESTAR SOCIAL POIS JÁ SOU ESTABILIZADO (TENHO 31 ANOS DE SV PÚBLICO ,JÁ CONCORRI PARA O MPU( APROVADO MAIS NÃO CLASSIFICADO), SENADO FEDERAL ( PROVA PARA AFILHADOS ).COMO DIZIA LASSALE A CONSTITUIÇÃO É APENAS UMA FOLHA DE PAPEL!!!PORÉM AGRADEÇO AOS PROFESSORES DO APROVA CONCURSO PELAS AULAS VIRTUAIS ,PARA QUEM ERA LEIGO NAS QUESTÕES DE RACIOCÍNIO LÓGICO ME AJUDOU MUITO !CONTINUEM ASSIM ! QUE EU CONTINUAREI COM VOCÊS !!! "O ÚNICO LUGAR ONDE O SUCESSSO VEM ANTES DO TRABALHO É NO DICIONÁRIO" Albert Einstein. Muito Obrigados.

Anônimo disse...

Farei o concurso da valec no fim do més e desconheço a banca !!! qual é o estilo das questões dela ? seria parecida com qual banca ??? quem poder ajudar eu agradeço !!!
Obrigado

Anônimo disse...

A prova para analista foi bem elaborada, os fiscais de sala super atenciosos, mas o local de prova na boca da favela deixa qualquer um arrepiado!A escola caindo aos pedaços, os ventiladores faziam mais barulho que aviões que passavam pelo local, as cadeiras tão desconfortáveis que preferia sentar no chão, os banheiros,então, pior que aqueles de rodoviárias onde só moscas e porcos se sentem bem!Precisa dizer mais das instalações.É, concurso público é prestado por cidadãos, pagadores de impostos e seres humanos.Deu pra entender, comissão organizadora?

Anônimo disse...

Bom dia, fiz a prova de Analista - Controle externo, realmente não havia relógio na sala, me pareceu que era para ninguém saber caso a prova atrazasse, os fiscais anotaram no quatro a hora de trinta em trinta minutos e a cada trinta minutos apagavam a hora, quando eles apagaram a hora e eu terminei ao sair da sala peguei o relogio e a hora não era aquela. Este país é mesmo uma bagunça! Quanto a prova, é o de sempre, aquela prova massante, 100 questões que talvez 50 ou mais vc nunca verá no exercicio da função, proibiram de trazer a folha de prova, coisa que paguei por ela, e diga-se de passagem, bem caro! Infelizmente hoje não creio em concurso, com tanta irregularidade que vemos na midia, será que as vagas serão de nós condidatos mesmo? Será que já não estão reservadas? Estou descrente da honestidade das pessoas, enfim não fazia mais concurso, porém os amigos insistitam e resolvi arriscar, só que tenho que pagar por isso. Boa sorte á todos.

PINTO disse...

ESSE NEGÓCIO DE MUDAR A REGRA DO JOGO DEPOIS,JÁ É COSTUMEIRO NO BRASIL ,PORÉM COM UMA RESSALVA, COMO É QUE PODE ,MUDAR(RETIFICAR) UM GABARITO PRELIMINAR DE UMA PROVA INTEIRA ( DIGA-SE DE PASSAGEM ) 3 PROVAS A-B-C ,SE HOUVE QUEBRA DE SIGILO OU COISA PARECIDA QUE SE ANULE O CONCURSO ,NÃO SOMOS PALHAÇOS ,TEMOS TUDO , NARIZ,(CABEÇA) CARECA....MAS NÃO O SOMOS !NÃO ESTÁ HAVENDO TRANSPARÊNCIA NO CERTAME ,PIOR AINDA FATO ESTE PRATICADO PELA FUNDAÇÃO ESCOLA QUE TEM COMO DEVER PRIMORDIAL ZELAR PELA TRANSPARÊNCIA ,LEALDADE,(DIGA-SE DE PASSAGEM PELA (LIMPE)LEGALIDADE-IMPESSOALIDADE-MORALIDADE-PUBLICIDADE-EFICIÊNCIA .......ESTOU DECEPCIONADO.......!!!!!!!!

ALCILENE MESQUITA disse...

B Noite, Pessoal!
Fiz a prova de Analista Controle externo - Direito na faculdade Estacio de Sá em Niteroi. Quanto as instalações foi tudo ok. Ocorre que na minha sala aconteceu um fato que com certeza deverá ser anulada a prova, pois apesar da organização dizer que foi tudo consignado em ata, será imperiosa a sua anulação.
Bom, ao iniciar a prova, algumas alunas constararam que as provas estavam com folhas falhadas; bem, o fiscal, pegou os cadernos das questões e foi lah fora e voltou com outros sete cadernos de questões.
Bom, ninguem se opôs e a prova prosseguiu. Ocorre que por volta das 16hs, uma das concorrentes notou que a sua prova estava com questões divergentes da especialidade daquela sala (Direito). Quando verificou a capa do caderno, viu que se tratava de uma prova para a especialidade Contabil. Foi um tremendo mal estar.
Passou-se quase meia hora sem saber o que seria feito, foi quando tiraram as sete pessoas para uma outra sala, permanecendo o restante do pessoal na sala e sendo dado mais uma hora para aquelas.
Ou seja, não sabemos o que aconteceu na outra sala ou se pode ter acontecido qualquer fraude. Uma das concorrente, desistiu de fazer toda a prova novamente, os que foram retirados da sala para realizar novamente a prova, saíram do local por volta das 21;30 h. PODE MAIOR ATRAPALHADA!!!!!
A Organização disponibilizou lanche e transporte para quem precisasse, ok, era o minimo. Vamos aguardar para ver o que acontecerá. Hoje foi a prova discursiva e o pessoal de ontem, assim como eu, estamos bastante inseguro quanto a seriedade e a possibilidade de uma possivel fraude.

ALCILENE MESQUITA disse...

Gostaria que pessoas que fizeram a prova junto comigo, entrassem em contato comigo para ficarmos unidos na possibilidade de uma anulação da prova, diante do caso ocorrido conosco.
Meu email eh : mesquitasampaioadv@gmail.com

Aline Poubel disse...

Alcilene, eu estava na mesma sala que você e eu fui uma das pessoas retirada da sala por conta da troca de prova. Acho um absurdo você insinuar que pode ter havido fraude na nossa prova. Se quiser, pode procurar maiores informações, mas lhe digo, desde já que o MP estava presente juntamente com seis fiscais da prova, mais os sete alunos realocados. A sua insinuação é tão baixa, que só posso concluir que como você não estudou para esta prova (afirmação dita por você na sala de prova) não se importa com as pessoas que estudaram, perderam festas, finais de semana, abriram mão de sua vida pessoal para fazer a prova. Este foi o motivo de seis candidatos(a sétima desistiu pelo cansaço)vencerem o seu cansaço físico e o abalo psicológico que esta situação nos deixou e fazer a prova. Quando a confusão na sala começou você já tinha terminado sua prova, não pode nem reclamar que a confusão atrapalhou seu raciocínio. Nós seis concordamos que não vamos recorrer, mas se isso mudar para alguém tem que ser para quem precisou ser realocado. Se tivesse havido qualquer fraude, nós não teríamos falado abertamente tudo o que aconteceu naquela sala. Só acho que é muito fácil você vir aqui, em um site, jogar uma insinuação gravíssima, quando na sala de prova você não teve a coragem de dizer nada perto disso. Só lamento por você. Você perdeu uma ótima oportunidade de ficar "calada".

Anônimo disse...

Diante do ocorrido em Niteroi e tb no Rio em relaçao a falta de luz ter causado transtornos na realizaçao das provas sou a favor sim da anulaçao da mesma. Isso é agir com lisura e proporcionar condiçoes iguais para todos realizarem as provas.

Anônimo disse...

Bom, fraude ou não: Tempos diferentes pra fazer a mesma prova fere o princípio da isonomia.. Se a tal" Adevogada" realmente perdeu muitas noites estudando, deve saber disso. Mandar a outra ficar calada é mole, a questão é julgar a legalidade da situação. Eu, por exemplo, 3 questões não pude pensar direito, pois o tempo acabou. Afinal minha prova tinha 25 folhas....Pois as questões específicas, em sua maioria, eram enormes.... Adoraria ter meia hora a mais pra pensar nelas.Houve desorganização e ponto final.. Por exemplo: todas as questões davam limites de linha, exceto uma, vc não sabia se podia ir até o fim da folha ou não. Sem contar que havia questões que necessitavam de pelo menos 40 linhas para responder, e limitavam a 15 linhas.. Havia uma questão que pedia que vc explicasse 7 procedimentos, dando exemplos de situações de resolução em 25 linhas... Nem preciso dar o assunto, tente qualquer um ai, explicar 7 situações, dando as formas de resolver estas situações,7 exemplos. em 25 linhas...Piada, fiz o que foi pedido, mas não havia espaço para explicar cada situação.. apenas citei, não havia como "desenvolver" não havia espaço... Como um examinador faz uma questão e dá um limite que não comporta uma possível resposta? Ma fé? Havia questões do tipo: Fale sobre o assuntro X. Como recorrer de uma questão que pergunta fale sobre? Fale o quê? Como? Vc pode citar o que vc achava principal, e o examinador dizer que o principal era justo o que vc não falou. Quem não vê estes erros, ou é idiota, ou hipócrita ou está em algum esquema, se é que existe, ou foi só falta de organização. Mandar os outros ficarem calados é mole, a questão é argumentar, e mostrar que eles estão errados.

PINTO disse...

"conforme as minhas manifestações referente a prova de téc de notificações do TCERJ REALIZADA EM 29/08/2012 , FIZ USO DO art.5º,inciso IV DA CRFB DE 1988 , O QUE MUITOS NÃO FIZERAM OU DESCONHECEM A PRÓPRIA CONSTITUIÇÃO DO PAÍS .É LIVRE A MANIFESTAÇÃO DO PENSAMENTO SENDO VEDADO O ANONIMATO;
APRENDAM A SEREM HONESTOS ,PARA DEPOIS NÃO RECLAMAREM DAQUELES OS QUAIS DELEGAMOS OS PODERES PARA NOS GOVERNAR !!!!

PINTO disse...

digo manifestações estas datadas de 03/08/12 e 5/08/2012
Orlando de Almeida Pinto

Aline Poubel disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Aline Poubel disse...

Pra começar Anônimo, eu não sou tal "adevogada" (sic), e nem permito que dirija desta maneira à minha pessoa ou à minha profissão. Aliás, isso não está em discussão aqui. Não mandei ninguém se calar, só que realmente o comentário alegando fraude foi infeliz. Acho que seria muito mais HONESTO, no momento em que o fiscal chamou os candidatos com a prova errada para outra sala, ela ter se manifestado, dizendo que não concordava. No dia seguinte também, não teve a decência de dizer o que pensava e utilizou este site para fazê-lo. Outro ponto é que eu estudei sim muitas noites. Concurso não é para passar, é até passar. Ir para uma prova sem estudar, você tem que ser alguém com Q.I. acima da média, ou simplesmente não ter nada na vida pra fazer, afinal foram dois dias com cinco horas de prova. Mas só para adentrar ao mérito da sua questão, nós não fomos beneficiados porque tivemos mais tempo de prova que os outros, nós tivemos que refazer uma prova diferente, com outras questões quando nosso corpo já estava cansado. Se isso vai ser objeto de recurso, repito, é pra quem teve que refazer a prova,e não pra quem disse que não estudou nem um dia e quer uma brecha pra fazer a prova novamente. A questão da prova discursiva, não me cabe falar, porque na especialidade Direito não encontrei nenhuma dúvida quanto ao procedimento das respostas. Quanto às demais ofensas não entrarei neste mérito, por não ser objeto da discussão. Boa sorte!